Planejamento, estratégia e conteúdo são fundamentais para uma boa comunicação via WhatsApp

(14/07) Especialista João Paulo Borges na plataforma participou da webinar ACAERT

Para implementar uma boa comunicação via WhatsApp com os ouvintes e anunciantes, as emissoras de rádio e tv devem observar três requisitos básicos: planejamento, estratégia e conteúdo. As dicas são do jornalista catarinense João Paulo Borges, especialista na plataforma. Ele foi o convidado da Webinar ACAERT, realizada nesta terça-feira (14), com participação de radiodifusores, radialistas, jornalistas e publicitários de Santa Catarina e de outros estados. A transmissão foi mediada pela vice-presidente Governo e Mercado da ACAERT, Carolina Guidi.

João Paulo iniciou a apresentação destacando números que comprovam a relevância do WhatsApp como importante ferramenta de comunicação no mundo inteiro. “Não faça nada sem planejamento, uma estratégia criativa e um bom conteúdo. É preciso criar o hábito no público de receber a postagem da emissora no mesmo horário”, ensina. De acordo com o jornalista, existem 220 milhões de aparelho smartphones no Brasil. Deste total, o especialista calcula que de 150 milhões a 180 milhões possuem o whats. “A empresa WhatsApp tem um cálculo mais modesto, algo em torno de 120 milhões”.

O jornalista apresentou as três formas de se comunicar via a plataforma: grupo, listas e status. Destacou, no entanto, que as emissoras devem dar atenção especial ao formato de listas, por ter mais vantagens e trazer resultados. “A minha principal dica é investir tempo e planejamento na organização de listas de transmissão”, afirmou.

João Paulo mostrou também vários cases bem-sucedidos do uso da ferramenta, como a FECAM, Rádio Gaúcha, Correio Braziliense, Rádio Chapecó, entre outras.

Confira a íntegra da webinar:

 

SOBRE O PALESTRANTE

João Paulo Borges - Jornalista, especialista em ciência política pela Universidade de Brasília (UnB), com 13 anos de experiência em assessoria de comunicação política, institucional e empresarial. Atuou em Brasília de 2007 a 2011, onde assessorou dois deputados federais. Há oito anos trabalha em Florianópolis. Em 2019, concluiu o masterclass de marketing e comunicação política ministrado pelo professor Marcelo Vitorino na ESPM.

Até janeiro de 2019, foi um dos responsáveis pela comunicação da Federação Catarinense de Municípios (Fecam). Na entidade, apresentou, planejou e operacionalizou o projeto de implantação de um canal institucional para distribuição de mensagens pelo WhatsApp -- ação pioneira entre entidades representativas. Dedica-se ao estudo da comunicação pelo WhatsApp desde 2016, publicou artigos com reflexões sobre o tema no Portal Comunique-se e prestou consultoria para implantação de mais de 10 canais oficiais e institucionais para distribuição de informações pelo mensageiro.

Links de artigos do palestrante:

WhatsApp: comunicação muito além de grupos
https://portal.comunique-se.com.br/whatsapp-comun-muito-alem-grupos/

WhatsApp e a carência de informações
https://portal.comunique-se.com.br/whatsapp-e-a-carencia-de-informacoes/

Da geração Z aos maduros: todos encontram-se no WhatsApp
https://portal.comunique-se.com.br/da-geracao-z-aos-maduros-todos-encontram-se-no-whatsapp/

Siga o palestrante:

Instagram: https://www.instagram.com/jpborges_/

WhatsApp: http://bit.ly/WhatsdoJP

Fonte: Assessoria de Imprensa ACAERT