Papa Francisco condena disseminação de notícias falsas

(25/01) O papa Francisco condenou o "mal" das "fake news", as notícias falsas, dizendo que jornalistas e usuários de redes sociais devem rejeitar e desmascarar "táticas de serpente" manipuladoras

O papa Francisco lançou um documento nesta quarta-feira, 24, em que condena a disseminação de fake news, e realiza paralelos bíblicos ao momento atual. O pontífice afirma que a mentira contada pela serpente a Eva foi o primeiro caso de fake news da humanidade. 

Além disso, Francisco afirma no artigo, intitulado A Verdade irá te Libertar – Fake News e Jornalismo pela Paz, que o fenômeno “é um sinal de intolerância e que só leva à disseminação de arrogância e ódio”. E completa, “frequentemente, essas notícias falsas viralizam, se espalhando tão rapidamente que são difíceis de parar, não por conta do senso de compartilhamento das redes sociais, mas por conta de seu apelo à ganância insaciável tão facilmente aflorada nos seres humanos”. 

Para o sacerdote, uma das formas de combater a desinformação é a “educação para que pessoas sejam capazes de discernir, avaliar e entender os desejos mais profundos dos seres humanos”, e frisa o papel das pessoas que estão dispostas a ouvir as outras nesta “busca da purificação pela verdade”.

Francisco vive uma onda de críticas após, em viagem ao Chile, defender um bispo local acusado de abusos sexuais a menores de idade.

Fonte: Meio & Mensagem