Nova edição de pesquisa da Kantar Ibope revela que audiência do Rádio continua crescendo na pandemia

(21/05) A audiência da tv se mantém alta se comparado com o período pré-crise

A oitava edição do Kantar Thermometer, que traz o impacto da covid-19 no consumo, mídia e marcas, mostra que continua crescendo a audiência do rádio durante a pandemia do novo coronavírus. De acordo com a pesquisa, 74% dos ouvintes vão manter ou aumentar o consumo de rádio. O dado é referente ao período de 4 a 27 de abril e significa um aumento de 3%, se comparado com a onda anterior, de 02 a 13 de março.

Na tv, a audiência se manteve em patamares mais alto do que antes do período de isolamento social, ficando 19,3% a audiência individual na média das 15 regiões metropolitanas pesquisadas. O pico de audiência chegou a 22,5% em março.

Confinamento - Dados do Kantar Thermometer mostram que 76% dos brasileiros estão preocupados com os impactos do confinamento no dia a dia, aumento de 3% em relação ao levantamento anterior, enquanto 58%, 10% a mais, mostram-se preocupados com o futuro.

Os brasileiros sentem mais falta da liberdade de uma forma geral e das interações sociais. Ou seja, o enclausuramento tem afetado a maioria e, com isso, as atividades dos entrevistados se dividiram entre o escapismo e o crescimento pessoal, como dormir e ler.

Mesmo sem previsão de uma transição para uma realidade pós-coronavírus, os brasileiros já sabem o que farão quando o isolamento social acabar. 52% querem encontrar os amigos, 49% a família, 45% querem dar uma volta a pé, 36% pretendem visitar bares e restaurantes, e 36% pretendem praticar esportes.

Enquanto nada disso é possível, os brasileiros têm recorrido às mídias sociais para falar sobre como tem sido a experiência de isolamento e, principalmente, rir um pouco. Comparado aos outros países latino-americanos, o Brasil foi o que mais usou as redes sociais com humor e positividade para encarar a pandemia.

CONFIRA A PESQUISA - AQUI

Fonte: Assessoria de Imprensa ACAERT C/ Kantar