Santa Catarina pensando grande - por Fernando Morgado

(17/03) Faz bem lembrar o papel positivo que a comunicação profissional exerce na economia e na sociedade em geral

Um movimento toma Santa Catarina: leva informação, exorta união — inclusive entre concorrentes históricos —, desfaz mitos, mexe com os brios do público e serve de exemplo para o Brasil. Trata-se do "Pense grande: pense rádio, pense TV", promovido pela Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão - ACAERT.

Causou impacto o anúncio de lançamento do movimento, que reuniu figuras de todas as emissoras do estado. Contam-se nos dedos as vezes em que tal cooperação foi vista na televisão brasileira, que completa 70 anos em 2020. Em tempos nos quais o radicalismo dá o tom, é inspirador ver pessoas que se digladiam por audiência compartilharem a mesma tela.

Agora, o "Pense grande: pense rádio, pense TV" vive uma nova fase. Eventos levam dados e análises para diversas regiões do estado. Sou um dos palestrantes desse road show, que também conta com a fala de Taís Souza, gerente de serviços ao cliente da Kantar IBOPE Media em Santa Catarina. Na plateia, profissionais de agências de propaganda, empresas anunciantes e veículos refletem sobre seus trabalhos e investimentos, deixando de lado preconceitos e histerias a respeito do presente e, sobretudo, do futuro da mídia de massa. Como digo nas minhas palestras, mídias não morrem. O que morre são aparelhos antigos e métodos ultrapassados.

Ao final de cada apresentação, é visível o entusiasmo que toma conta das pessoas. Diante do mar de mentiras que avança sobre a Internet, faz bem lembrar o papel positivo que a comunicação profissional exerce na economia e na sociedade em geral.

Depois de Blumenau, Joinville, Chapecó e Lages, o road show do "Pense grande: pense rádio, pense TV" passará por Florianópolis e Criciúma. As palestras são gratuitas e abertas a todos, da mesma forma que são as programações geradas pelas empresas de radiodifusão. E é com esse espírito livre que Santa Catarina luta contra as fake news e torna-se referência para os demais estados brasileiros.

 

Artigo originalmente publicado na edição de 17 de março de 2020 do jornal "Notícias do Dia".

Sobre Fernando Morgado — Consultor e palestrante. Professor das Faculdades Integradas Hélio Alonso (FACHA). Possui livros publicados no Brasil e no exterior, incluindo "Comunicadores S.A." e o best-seller “Silvio Santos: a trajetória do mito”. Membro da Academy of Television Arts & Sciences, entidade realizadora dos prêmios Emmy. Mestre em Gestão da Economia Criativa e especialista em Gestão Empresarial e Marketing pela ESPM. Site: fernandomorgado.com

 

Fonte: Fernando Morgado