Rádio conta com 76% de todo o volume de consumo de áudio na Holanda

(09/05) Receptor FM/AM corresponde a 43% dessa audiência. Smartphone responde por 12% na Holanda

No final de abril o mercado holandês acompanhou a atualização de dados relacionados ao consumo de áudio naquele país europeu. A pesquisa é realizada pela MediaTijd, esta que ouviu quase três mil holandeses de 13 anos ou mais. Segundo o resultado mais recente, o rádio ao vivo corresponde por 76% de todo o volume de consumo de áudio no país, com força inclusive para a audição de música. O tudoradio.com tem mostrado diferentes panoramas do meio rádio pelo mundo, na tentativa de entender a movimentação e tendências do consumo de áudio.

É fato que há uma mudança de comportamento entre as faixas etárias mais jovens, assim como visto em outros países através de medições de diferentes institutos. No caso da Holanda, o tempo de escuta total de áudio é de 2h32 por dia, sendo 1h53 relacionada ao rádio ao vivo, 15 minutos para música offline e 19 minutos para música via internet. Mas os números variam conforme a faixa etária, com o meio rádio mais popular nas idades mais avançadas (veja abaixo).


Tempo de escuta em horas, minutos por dia, por sexo e idade (2018 - Holanda - Media: Tijd)

E o volume tem variado ao longo dos anos. Para se ter uma ideia, em 2015, o rádio contou com 2h08 diários e 2h16 em 2013. É natural a maior divisão do tempo gasto para consumo de áudio com outras plataformas, conforme elas estejam mais disponíveis.

Recomendamos:
Panorama: Mais acessível, streaming de áudio já atinge 67% da população dos Estados Unidos 
Nielsen aponta que "midia tradicional" serve de referência para consumo de conteúdo on-line 
Artigo: Pesquisas são caras? Sim, mas pode garantir a sobrevivência do meio rádio 

Outro detalhe é a variação do consumo ao longo das faixas horárias, seguindo na Holanda um comportamento visto em outros locais do mundi, como no Brasil. O pico do rádio é pela manhã, sendo as 09h00 a faixa mais forte para o veículo entre o público holandês. E o meio mantém um volume consistente e considerável até a faixa entre 17h00 e 18h00, segundo a pesquisa do MediaTijd.

E todo esse tempo de audição do rádio, 43% do volume é originado de receptores AM/FM portáteis, como rádios "de mesa" em residências. Na sequência, o rádio automotivo responde a 14%, seguido de perto pelo smartphone com 12%. PC/Laptop correspondem por 9% da audiência de rádio ao vivo.

Vale a lembrança de que a Holanda é o país sede do IBC, um dos maiores eventos voltados ao mercado de mídia, entretenimento e tecnologia, tendo o mesmo grau de importância do NAB Show (realizado nos Estados Unidos).

Fonte: Tudo Rádio