Cases de Sucesso em rádio

(04/07) Investimentos em tecnologia e em coberturas nacionais e internacionais

Workshop Cases de Sucesso

Fotos: Fernando Wiladino

Inovação, parcerias, investimentos em tecnologia e em coberturas nacionais e internacionais, perfil de liderança e gestão de pessoas são algumas das características dos cases de sucesso de rádios mostrados durante o último dia do 17º Congresso Catarinense de Rádio e Televisão, realizado em Balneário Camboriú. 

O conteúdo foi apresentado por Luciano Costa, Gerente de Soluções Integradas de Marketing, Produto e Operações de Rádio do Grupo RBS e por Rafael Pizani, diretor comercial do Sistema Clube de Comunicação, com sede em Ribeirão Preto e São Carlos, interior de São Paulo.

O case de Luciano Costa foi da Rádio Gaúcha, que possui 91 anos e tem a liderança geral no Rio Grande do Sul. Entre os anos de 2004 e 2005, a emissora deu a primeira grande virada e passou a apostar em vozes comuns e femininas. “Trocamos as vozes mais graves, aveludadas. Era uma estética histórica do rádio, mas enxergávamos que deveríamos estar mais próximos de quem nos consumia”. 

Em 2007 e 2008, houve a migração para o FM. “Aceleramos o processo. Isso foi um fator muito importante”, acredita.  E quase dez anos atrás, começou a primeira onda digital. Segundo Costa, a Gaúcha historicamente paga pelos direitos de transmissão em eventos de esportes. O investimento é feito em todos os eventos mundiais, como Copa, Olimpíadas, Libertadores e Mundial de Clubes. “É uma média de 85% de share nos estádios e arenas de futebol do Rio Grande do Sul”. No jornalismo, o investimento também é feito em coberturas nacionais e internacionais.

Costa afirma que a Gaúcha mantém nomes consagrados, mas também há renovação. “É preciso inovar, mudar até quando tudo está dando certo. Visão sistêmica é tudo. E a audiência só sobe”.

Já Rafael Pizani apresentou o case do Sistema Clube de Comunicação. O grupo tem uma cobertura de 76 municípios. Hoje, são mais de 330 mil downloads dos aplicativos. Em 2015, eram mais de 3,5 milhões de consumidores integrados em tempo real. 

Pizani destacou em seu case que, em comemoração aos 90 anos da Clube AM, o sistema Clube levou a mostra “90 anos no ar” à Praça Central do Ribeirão Shopping, em 2014, contando a trajetória da antiga rádio PRA-7, desde sua fundação, em 1924. “Não se vendia comercial. Fundavam clube para se sustentar, para bancar a rádio no ar”, explica. O projeto do estúdio foi contratado posteriormente para trabalho em outras localidades como festas de rodeio, com programação especial e envolvimento regional.
Outro case de Pizani foi de parceria com a Coca-Cola. A empresa queria aumentar a velocidade da troca das embalagens por retornáveis. Com spots direcionados localmente, divulgaram promoções com brindes. Além disso, utilizaram as redes sociais e site da emissora para melhorar os resultados. Era para ser uma campanha de três meses, mas foi expandida para nove meses. “É preciso entender o que o cliente precisa. Todo mundo saiu ganhando”, reforça.

OUÇA MATÉRIA ABAIXO

Fonte: Assessoria de Imprensa ACAERT

Áudio:

Loading the player...

Tempo: 04m46s