Nota Oficial

(28/01) Cinegrafista da RBS TV, emissora associada à ACAERT, sofreu uma lastimável ação repressora.

Nota Oficial

A Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão – ACAERT vem a público manifestar o seguinte:

- Na tarde desta terça-feira (27/01), a Polícia Civil fez a reconstituição da morte do surfista Ricardo dos Santos, na Guarda do Embaú, no município de Palhoça.

- Por questões de segurança, as polícias militar e civil cercaram a área para que a reconstituição fosse realizada com sucesso.

- Em sua missão fundamental em informar a sociedade, a imprensa cobriu o fato, respeitando as orientações dos agentes de segurança.

- No entanto, um cinegrafista da RBS TV, emissora associada à ACAERT, sofreu uma lastimável ação repressora, digna dos tempos da ditadura.

- O profissional cumpria seu papel de informar, a partir de uma propriedade particular, distante do cordão de isolamento, quando foi abordado por três agentes da COP – Centro de Operações Policiais da Polícia Civil de Santa Catarina.

- Numa ação arbitrária, o cinegrafista foi ameaçado e coagido a apagar as cenas gravadas.

- Neste sentido, a ACAERT repudia veemente a desastrosa ação dos policiais. Verdadeiro flagrante de um atentado à liberdade de expressão.

- Ao lamentar o episódio, a entidade aguarda providências das autoridades responsáveis pelo incidente, para que fatos como esse não se repitam. Entendemos que a época da censura é página virada em nossa história.

Florianópolis, 28 de janeiro de 2015.

Rubens Olbrisch

Fonte: Assessoria de Imprensa ACAERT