Marcos Pontes anuncia novo secretariado do MCTIC

(02/01) Marcos Pontes ficou conhecido no Brasil e no mundo como o primeiro e único astronauta brasileiro a ir para o espaço

O astronauta e tenente-coronel da reserva da Aeronáutica, Marcos Pontes, assumiu, nesta quarta-feira (2), o cargo de ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Ele substitui Gilberto Kassab no comando do MCTIC.


Durante a solenidade de posse, em Brasília, Marcos Pontes anunciou o novo secretariado.


Para a Secretaria Executiva do MCTIC, foi convidado o ex-deputado federal pelo PSDB de São Paulo, Júlio Francisco Neto Semeghini. Engenheiro eletrônico, durante os mandatos na Câmara dos Deputados (de 1999 a 2015), Semeghini foi ainda presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (2007).

 

 


O ex-presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em 2005, Elifas Chaves Gurgel de Amaral, será o novo secretário de Radiodifusão. Coronel da reserva do Exército, Amaral possui graduação em Engenharia de Computação e pós-graduação em Estudos de Política e Estratégia de Governo. Integrou a equipe do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que desenvolveu a urna eletrônica brasileira e foi também secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações, em 2004. 

 




O ex-superintendente de Outorga e Recursos à Prestação da Anatel, Vítor Elísio Meneses, será o novo secretário de Telecomunicações. Advogado, especialista em Direito Administrativo, Gestão Pública e em Regulação de Serviços Públicos de Telecomunicações, Vítor Elísio é servidor de carreira da Anatel desde 2007.

 

 

Carreira

Marcos Pontes ficou conhecido no Brasil e no mundo como o primeiro e único astronauta brasileiro a ir para o espaço. Durante 40 anos de carreira, Pontes foi aviador, piloto de caça e seguiu carreira militar, chegando ao posto de tenente-coronel.

Às 23h30 do dia 29 de março de 2006 (no horário de Brasília), Pontes entrou para a história como o primeiro brasileiro a voar para o espaço. Acompanhado do russo Pavel Vinogradov e do norte-americano Jeffrey Williams, ele decolou da base de Baikonur, no Cazaquistão, a bordo da nave russa Soyuz-TMA 8, com destino à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

Segundo o perfil publicado no site de Pontes, ele é engenheiro aeronáutico formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e mestre em Engenharia de Sistemas pela Naval Postgraduate School, Califórnia, EUA.

Pontes entrou na Força Aérea Brasileira em 1981 e foi instrutor, líder de esquadrilha de caça e piloto de testes, com mais de 2 mil horas de voo em 25 tipos de aeronave.

O currículo do futuro ministro registra que suas funções militares se encerraram em 1998, quando ele foi selecionado por concurso público da Agência Espacial Brasileira para representar o Brasil na NASA na função de astronauta, uma carreira civil.

Fonte: Com informações da ABERT E G1 (Foto: Carolina Dantas/G1)