Casas Bahia é maior anunciante do país

(27/05) Empresa, que investiu R$ 1,32 bi em publicidade em 2012, é líder de ranking há 11 anos; Unilever está em segundo Entre os dez maiores anunciantes, a Hypermarcas teve a maior alta anual em volume investido: 74%

A Casas Bahia é o maior anunciante do país pelo 11º ano, de acordo com o ranking Agências & Anunciantes, com 300 companhias. A empresa destinou R$ 1,32 bilhão à propaganda em 2012, segundo o levantamento, do grupo Meio & Mensagem. Em segundo lugar, com investimento de R$ 1,15 bilhão, a Unilever, dona de marcas como Omo, Dove e Kibon, ameaça assumir a liderança. Nos últimos dois anos, os gastos publicitários da Unilever cresceram 25% (2011) e 15% (2012) e a empresa já divulgou que deve aumentá-los em mais 20% neste ano.

A Casas Bahia, que passa por um momento de disputa entre sócios, segue aumentando os investimentos, mas de forma mais moderada: em 2012 e 2011 os gastos foram ampliados em 5% e 3%, respectivamente. "A Unilever está bem agressiva e pode encostar ou passar a Casas Bahia em 2013", diz Regina Augusto, diretora editorial do Grupo Meio & Mensagem. "Pode ser que haja surpresa, mas não acredito que Casas Bahia aumente os investimentos na mesma proporção."

A Caixa é o maior anunciante entre as empresas estatais e ampliou ainda mais a diferença ao aumentar em 58% os gastos em relação a 2011, para R$ 676,5 milhões. O banco público foi à mídia principalmente para divulgar a política de juros baixos e o programa Minha Casa, Minha Vida, e ficou em terceiro lugar no ranking, desbancando as cervejarias Ambev e Petrópolis, que estavam à sua frente em 2011.

Os outros dois grandes anunciantes públicos, Banco do Brasil e Petrobras, também ampliaram gastos acima da média do mercado publicitário, que cresceu 6% em 2012. O BB investiu R$ 292 milhões (alta de 38%) e a Petrobras, R$ 383,6 milhões (24%).

Entre os dez maiores anunciantes do ranking, a Hypermarcas teve o maior crescimento: 74%, para R$ 364,4 milhões. A empresa subiu 13 posições, para o 10º lugar. A expansão dos investimentos da Hypermarcas em publicidade no ano passado foi direcionada, principalmente, às marcas de medicamentos dos laboratórios adquiridos pelo grupo nos últimos anos.

Outro grande salto foi o da Sky, que pela primeira vez entrou para o time dos dez maiores anunciantes. A empresa de TV por assinatura tem crescido de forma expressiva junto à classe C e investiu R$ 423,7 milhões no ano passado, alta de 65%.

Na telefonia, Oi e Vivo também ampliaram os gastos de forma significativa. A Oi subiu para a 12ª posição, com um aumento de 64% dos gastos, para R$ 316 milhões. A Vivo ficou em sexto lugar, com alta de 59%, para R$ 418,9 milhões.

Um setor que reduziu os gastos foi o de montadoras: Fiat, Ford, Volkswagen, Peugeot, Kia, Nissan e Hyundai Caoa investiram menos do que em 2011. Na contramão, a GM e a Renault ampliaram a presença na mídia. A montadora americana investiu R$ 307 milhões, 25% mais do que em 2011, e a francesa, R$ 233,8 milhões (28% mais). As japonesas Toyota e Honda também ampliaram gastos. Para Regina Augusto, o fim das promoções com IPI reduzido pode ter contribuído para a retração no segmento.

Fonte: Folha de São Paulo - 27/05/13